20 °c
Nilopolis

Covid-19: Rio chega perto dos 47 mil mortos pela doença

Segundo o painel de dados desenvolvido pela pasta, a taxa de ocupação de Unidades de Terapia intensiva (UTI) para a covid-19 no estado é de 86%. Já a taxa de ocupação nos leitos de enfermaria é de 64,8%

Praia de Copacabana no último sábado (1)Luciano Belford/Agencia O Dia

Rio – A Secretaria de Estado de Saúde do Rio (SES) informou que registrou, neste domingo, 1.581 novos casos de contaminação em 24 horas e 53 mortes. Ao todo, o Rio conta com 786.087 casos confirmados e 46.427 mortes pelo coronavírus. A taxa de letalidade da covid-19 no Rio está em 5.91%. Entre os casos confirmados, 724.817 pacientes se recuperaram da doença.

Segundo o painel de dados desenvolvido pela pasta, a taxa de ocupação de Unidades de Terapia intensiva (UTI) para a covid-19 no estado é de 86%. Já a taxa de ocupação nos leitos de enfermaria é de 64,8%. No momento, o tempo na fila de espera por um leito de UTI é de 5 horas. Já para a enfermaria, o tempo é de 30 minutos.

Recusa de vacinas

Relator da Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid, o senador Renan Calheiros (MDB-AL) afirmou neste sábado, que a CPI precisa levar em conta como o governo de Jair Bolsonaro minimizou a pandemia e o papel da vacina para combater a doença, e como a postura do presidente “fechou as portas para os produtores” dos imunizantes no Brasil.

“Isso precisa ser investigado”, disse Renan, em entrevista concedida ao programa ‘Prerrogativas’, transmitido pela Rede TVT.

Calheiros ressaltou que “seja lá quem” transformou o chamado tratamento precoce contra a covid-19 em política pública deverá ser responsabilizado. Para ele, muito do que a CPI pretende apurar “investigado já está” em campanhas nas redes sociais, discursos e atos oficiais.

“Espero que o presidente da República não tenha responsabilidade no agravamento do morticínio no Brasil, espero que CPI não chegue a tanto, mas, se chegar, não tenho nenhuma dúvida que ele será responsabilizado, sim”, disse o relator.

“Entendo que ao responsabilizar alguém, responsabilize exatamente aqueles que, por negligência, omissão, cometeram erros que poderiam ser evitados e possibilitado diminuição do número de mortes do Brasil na pandemia. Tenho muita convicção, apesar dos pesares, ameaças, arreganhos, tentativas de intimidação, que a CPI fará sua parte, cumprirá seu papel”, completou].

Próximo Post