domingo, 24 de outubro de 2021
17 °c
Rio de Janeiro

Começa hoje a vacinação de lactantes contra a covid-19 no Rio

Imunizadas, mães comemoram a inclusão do grupo no calendário. Movimento nos postos é tranquilo

Rio – Começou nesta segunda-feira (28) a vacinação de lactantes contra a covid-19 no município do Rio de Janeiro. Também serão imunizadas hoje pessoas com 47 anos. As mulheres já foram imunizadas durante a manhã, e homens podem se vacinar entre 13h até 17h. Gestantes, lactantes e puérperas com 18 anos ou mais podem se vacinar em qualquer dia da semana.

Na última sexta-feira (25), o prefeito do Rio, Eduardo Paes, explicou que a decisão de incluir lactantes na vacinação de forma prioritária foi feita a partir de critérios técnicos. Diversos municípios da Região Metropolitana também já vacinam de forma exclusiva o grupo.

A engenheira química Raquel Bittemcourt comemorou a inclusão das lactantes na campanha e explicou que ser vacinada contra a covid-19 representa um momento muito especial em sua vida. Ela amamenta o menino Bento, de dois anos, e recebeu a vacina da Janssen no posto Hélio Pellegrino, na Tijuca, Zona Norte do Rio.

“Foi um momento muito emocionante pra mim, muito feliz, a esperança de que a gente possa voltar a ter uma vida normal sem ter tantas restrições, ainda mais pra mim, que tenho 2 crianças pequenas, foi muito difícil mantê-las trancadas dentro do apartamento. Estou muito feliz, mais ainda por ter me vacinado como lactante, porque eu dou muito valor a amamentação, eu acho que é muito importante por ser um momento de afeto entre mãe e filho além das outras vantagens que existem para saúde”, explicou.

Jessica Ribeiro, mãe de Ana Luiza, também se vacinou na manhã desta segunda (28) na Clínica Ana Maria da Conceição dos Santos, em Vila Kosmos, Zona Norte do Rio, e disse que o atendimento foi rápido. Ela comemorou a antecipação do calendário de vacinação e disse que quer que todos se vacinem logo.

“Eu fui ao médico de manhã e consegui o meu laudo, apresentei o documento no posto e foi bastante rápido. Eu me sinto bem mais aliviada agora, pois tive muito medo por ter tido covid-19 há um tempo atrás. Agora, vacinada, é bom que eu passo um pouco de imunidade para a minha filha também. Vou continuar mantendo os cuidados e estou feliz que todo mundo está sendo vacinado logo, o calendário já diminuiu bastante’, comentou.

No posto Heitor Beltrão, na Tijuca, Katia Cristina também foi se vacinar contra a covid-19 e levou uma placa com a mensagem: “Viva o SUS, vacina sim e fora Bolsonaro. Ela elogiou o atendimento no posto e disse que se sente feliz. Questionada sobre a manifestação, ela respondeu que precisamos valorizar a saúde pública.

“O meu cartaz tinha a mensagem de Viva o SUS, vacina sim e fora Bolsonaro. Porque primeiro precisamos valorizar o nosso SUS, pois a nossa sociedade precisa valorizar a saúde pública, temos problemas, mas é um sistema que nos atende bem. Vacina sim, contra a desinformação, contra o negacionismo e a favor da ciência. Fora Bolsonaro porque não é possível defender a política existente nesse governo”, protestou.

A primeira estimativa da prefeitura era de que a campanha contemplasse pessoas de 51 e 50 anos. Com a antecipação, o calendário desta semana irá vacinar quem tiver 47 anos até 43, mulheres pela manhã e homens pela tarde. No sábado (3) será feito um dia de repescagem. Lactantes, gestantes e puérperas sem comorbidade também podem se proteger contra a covid-19 em todos os dias da semana.

O calendário do Rio é um dos mais adiantados e em outros municípios da Região Metropolitana a vacinação também segue sendo feita. Todos estão conforme as determinações do calendário unificado do estado.

Próximo Post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *