20 °c
Nilopolis

Cláudio Castro lamenta morte do sambista Nelson Sargento

Baluarte faleceu nesta quinta-feira, seis dias após ser diagnosticado com covid-19

Nelson Sargento estava com 96 anosDivulgação/Eny Miranda

Rio – O governador Cláudio Castro lamentou nesta quinta-feira a morte do sambista Nelson Sargento, aos 96 anos. O baluarte do samba da Estação Primeira de Mangueira faleceu nesta manhã às 10h45 seis dias após ser internado com diagnóstico confirmado de covid-19. 

“O samba e o Rio de Janeiro perderam hoje um de seus ícones. Cantor, compositor e artista plástico, Nelson Sargento deixou uma obra marcante, principalmente enaltecendo a sua querida Estação Primeira de Mangueira. Minha solidariedade a familiares, amigos e seus muitos admiradores, como também a todos que perderam pessoas queridas nesta pandemia”, disse em nota. 

Eduardo Paes, prefeito do Rio, também lamentou a partida do sambista que já havia recebido as duas doses da vacina contra a covid-19. Sargento foi um dos primeiros a receber a dose no município e, desde fevereiro, já estava imunizado com a segunda dose. 

Via: O Dia
Próximo Post