Castro lamenta a morte de jovem grávida no Lins

Kathlen foi atingida no tórax por um tiro de fuzil. Ainda não há informações de quem teria atirado

Rio – O governador do Rio, Cláudio Castro, lamentou a morte da jovem de 24 anos, Kathlen Romeu, que aconteceu na manhã desta terça-feira (8), no Complexo do Lins, na Zona Norte da cidade. Ela teria por um disparo de fuzil no tórax. Ainda não há informações de quem teria atirado.

“O governador Cláudio Castro lamenta profundamente a morte da jovem Kathlen Romeu, 24 anos, grávida de 4 meses. As investigações sobre as circunstâncias que levaram à morte de Kathlen estão a cargo da Polícia Civil”, dizia a nota do governo.

Mais cedo, o prefeito Eduardo Paes também falou sobre o ocorrido. Na ocasião ele criticou as políticas públicas e pediu para que “investigue mais e mate menos”. 

“O que a gente não pode é começar a achar que essas tragédias são naturais. É uma situação que a gente tem que permanentemente manifestar indignação. Não quero aqui, sem a devida apuração, culpar fulano ou beltrano. A gente precisa de uma política de segurança pública que prenda mais, condene mais, investigue mais e mate menos. (…) Eu, como prefeito, fico triste, indignado e acho que não podemos perder a capacidade de se indignar diante se tais fatos”, reiterou Paes.

Ainda segundo o prefeito, a segurança pública é um dos maiores desafios do Rio de janeiro. Para ele, a violência afasta o turismo doméstico e internacional da cidade, impedindo o crescimento desses setores. 

“Ele vê na televisão bomba explodindo, pessoas armadas. Paulista morre de medo da Linha Amarela e da Linha Vermelha. Acho que questão da segurança pública é o principal desafio para nosso turismo doméstico e internacional”, finalizou. 

Via: O Dia
Próximo Post