Caso Henry: Justiça aceita nomeação de Leniel Borel como assistente de acusação

Dr. Jairinho e professora Monique Medeiros respondem pela morte do menino de 4 anos

Rio – A Justiça do Rio aceitou, na quinta-feira, 10, a nomeação do engenheiro Leniel Borel de Almeida como assistente da acusação do processo da morte de Henry Borel, 4 anos. Os réus do caso são o vereador Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho (sem partido), e a mãe do menino, a professora Monique Medeiros da Costa Silva de Almeida. 

A juíza Elizabeth Machado Louro, da 2ª Vara Criminal, também deferiu o pedido da defesa de Monique de desinterdição do apartamento do Condomínio Majestic, no Cidade Jardim, na Barra da Tijuca, Zona Oeste. Dr. Jairinho e Monique Medeiros estão presos preventivamente desde o dia 8 de abril pela morte do menino Henry. 

Os dois também respondem pela suspeita de terem atrapalhado as investigações, ameaçado e combinado versões com algumas testemunhas. A polícia identificou que o vereador agredia o menino com chutes e golpes na cabeça, tudo isso com o conhecimento da mãe, que era conivente.

Via: O Dia
Próximo Post