Casas noturnas e bares deverão ter equipes para proteção de mulheres assediadas

O projeto de lei, elaborado pelo vereador Doutor Gilberto (PTC), foi sancionado pelo prefeito Eduardo Paes e publicado no Diário Oficial nesta terça-feira

Bares e casas noturnas do Rio deverão prestar assistência a mulheres vítimas de assédio. – Luciano Belford/Agencia O Dia

Bares e casas noturnas do Rio deverão prestar assistência a mulheres vítimas de assédio.Luciano Belford/Agencia O Dia

Rio – A partir de agora, todos os bares e casas noturnas da cidade do Rio deverão ter à disposição uma equipe para a proteção de mulher vítimas de assédio nesses estabelecimentos. Essa lei, sancionada pelo prefeito Eduardo Paes, foi publicada no Diário Oficial nesta terça-feira e faz parte da lista de medidas de segurança específicas para a população feminina.

Elaborado pelo vereador Doutor Gilberto (PTC), o texto aprovado pela Câmara Municipal do Rio estabelece que cada um desses locais deve indicar uma pessoa para acompanhar mulheres que se sentirem ameaçadas até o carro ou até o local de embarque em outro meio de transporte. Caso a vítima peça, o responsável terá que acompanhá-la a uma unidade policial ou delegacia mais próxima.

A lei também determina que nesses estabelecimentos sejam colocados cartazes, avisos e painéis com orientações para que mulheres que se sintam em situação de risco possam procurar pelos responsáveis do local a fim de se protegerem e denunciarem o assédio.

 

Via: O Dia
Próximo Post