Biólogo russo é preso por tráfico de animais silvestres em Seropédica

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o homem já havia sido preso no começo do ano. Ele confessou que levaria os animais para a Rússia para fins de pesquisa

Rio – Um biólogo russo foi preso, na madrugada desta sexta-feira (18), pelo crime de biopirataria, que consiste no tráfico de animais silvestres. Com o homem foram apreendidos quase 200 animais vivos, que estavam na bagagem de mão. Agentes da Polícia Rodoviária Feral realizaram a prisão na BR-116, na altura do município de Seropédica. A identidade do homem não foi revelada.

De acordo com a polícia, ao todo, foram apreendidos 50 aracnídeos de espécies variadas, 80 besouros, 25 sapos e 20 lagartos. Os animais estavam na bagagem de mão do russo. O criminoso não estava com o passaporte original, porque o documento já havia sido retido pela Polícia Federal em São Paulo, quando foi preso no início deste ano. O biólogo confessou aos policiais que levaria os animais para a Rússia para fins de pesquisa.

A PRF ressalta que o Brasil é o país com maior diversidade biológica do planeta e tráfico de aracnídeos, um dos animais mais procurado pelo tráfico de animais silvestres, pode movimentar milhões de dólares por ano. Ainda segundo a polícia, compradores de diversas regiões do mundo se dispõem a pagar altas quantias por um único exemplar considerado raro, ou que tenha um atributo diferente dos demais.

A ocorrência foi enquadrada na Lei de Crimes Ambientais e encaminhada para Polícia Federal na Praça Mauá. Os animais silvestres foram entregues a CETAS (Centro de Triagem de Animais Silvestres) para que os devidos trâmites legais fossem cumpridos.

Via: O Dia
Próximo Post