Atividades esportivas e culturais são retomadas na Vila Cruzeiro

Inscrições para aulas jiu-jítsu, natação e música estão abertas. Saiba como se inscrever

Projetos Sociais das UPPS Vila Cruzeiro e AlemãoRogerio Santana/GOV RJ

Rio – As atividades esportivas e culturais na Vila Cruzeiro, no Complexo da Penha, Zona Norte do Rio, foram retomadas pela Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP) nesta segunda-feira. Uma aula inaugural marcou o reinício do projeto, no Centro de Desenvolvimento Humano Atitude Social. As inscrições para as turmas de jiu-jítsu, natação e música podem ser feitas a partir desta terça-feira (8).

Quem estava eufórico para pisar no tatame era Mizael Kleber, de 13 anos. O jovem, que praticava jiu-jítsu no local, não via a hora de as aulas voltarem. As atividades, que estavam suspensas desde antes da pandemia, só retornaram graças a uma parceria da Secretaria de Polícia Militar com as iniciativas comunitárias da região – Voz das Comunidades, Konteiner e associação de moradores.

“O retorno das aulas mostra que as pessoas olham para as crianças. Muitas vezes, no Rio de Janeiro, não se dá importância para as vozes das crianças e de jovens. Nesse projeto, me deram voz. Por isso que estou feliz em poder voltar a treinar jiu-jitsu, que não só me ensinou defesa pessoal, mas também aprendi a ter disciplina”, afirmou Mizael.

Durante a demonstração do que serão as aulas de música, Maria Luiza de Castro, de 14 anos, teve seu primeiro contato com o violão. “Vou fazer a inscrição nas três novas atividades aqui no Atitude Social. Já faço curso de modelo e maquiagem e acredito que, quanto mais oficinas fizer, mais oportunidades de emprego eu posso ter no futuro. Na comunidade, não temos tantas condições, e é bom haver pessoas que fazem isso para ajudar o próximo”, disse a futura aluna.

Geração UPP: inspiração para os novos alunos

Para levar inspiração às crianças e adolescentes, a equipe do Geração UPP da Providência foi convidada para a aula inaugural na Vila Cruzeiro. No grupo, uma presença ilustre: a atleta de jiu-jítsu Isabela Martins do Vale. Aos 14 anos, com 26 medalhas, sendo 24 de ouro, a jovem se torna um exemplo para os futuros lutadores.

“Comecei no projeto aos 9 anos. Meu vizinho treinava e me chamou para ir com ele. No meu primeiro treino, me apaixonei e nunca mais saí do tatame. Em dois meses, já estava competindo, e entre os meus principais títulos estão alguns campeonatos, como o Mundial o Pan-Americano e o Brasileiro da Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu Olímpico (CBJJO)”, afirmou Isabela, que completou:

“É muito bacana que outras comunidades tenham projetos de luta. Que as crianças e jovens como eu possam começar neste caminho, porque os professores vão cobrar estudo e horário. E, com isso, começamos a ter disciplina. Foi através do projeto que já fui em lugares que não teria condições financeiras, como São Paulo. Tem que focar. Treinar e não parar. Não é por uma derrota que vai se deixar abalar”, aconselhou a atleta.

Parceria entre a PM e lideranças comunitárias

A retomada dos projetos no Centro Atitude Social é motivo de alegria para as lideranças comunitárias do Complexo da Penha. “É um marco o retorno das aulas no Atitude Social. É o estado presente através da aproximação e integração com a comunidade. A gente acredita que isso gere uma transformação social e pode ser o início de um caminho de mudança para essas crianças e jovens”, afirmou o presidente e fundador do Voz das Comunidades, Rene Silva.

Segundo Antônio Tibúrcio, da associação de moradores da Vila Cruzeiro, era grande a expectativa para a volta das aulas por parte da comunidade. “Estamos ajudando a formar cidadãos na nossa comunidade através do esporte e da cultura. Isso faz parte da segurança pública, que também se faz com o lado social”, lembrou Tibúrcio.

A coordenação dos projetos de prevenção fica a cargo da assessoria da Polícia de Proximidade da Secretaria de Polícia Militar. “Este é um trabalho que temos de cuidado e empatia com a sociedade. Crianças e jovens vivem num cenário de vulnerabilidade, e os projetos de proximidade da PM cumprem este papel de abrir os caminhos e oferecer uma nova oportunidade de trajetória de vida”, ressaltou a coordenadora dos projetos de polícia de proximidade, major Bianca Neves.

Ao todo, a CPP mantém 85 projetos sociais de cunho educacional, cultural, esportivo, de luta e de saúde proporcionando qualidade de vida e novas oportunidades para 4.861 beneficiados. Além das atividades, existem também projetos de música, dança, fisioterapia, odontologia, reforço escolar, informática, inglês, ginástica, hidroginástica e treinamento funcional.

Como se inscrever

Para se inscrever nas aulas de natação, música e jiu-jítsu, os pais e responsáveis devem levar a seguinte documentação: cópia da certidão de nascimento, cópia da carteira de vacinação, documento com foto do responsável e a declaração escolar. O Centro de Desenvolvimento Humano Atitude Social fica na Estrada José Rucas, 2266, na Penha. O horário de funcionamento é de 9h às 12h e de 14h às 17h.

Via: O Dia
Próximo Post