Amigos e familiares lamentam a morte de Vitórya em shopping de Niterói

A estudante e o responsável pelo ataque eram colegas do curso técnico de enfermagem, e ele nutria um amor não correspondido pela vítima. O caso é tratado como feminicídio

A estudante fez o seu aniversário de 22 anos no último domingo, em 30 de maio. Ela foi vítima de feminicídio e o responsável pelo ataque era um antigo colega de cursoReprodução

Rio – Amigos e familiares fazem homenagens e lamentam a morte de Vitorya Melissa. A estudante de enfermagem foi esfaqueada na tarde da quarta-feira (2) em uma praça de alimentação do Praza Shopping, em Niterói. Uma familiar publicou nas redes sociais: “Tiraram seus sonhos, minha afilhada vai com Deus, te amava como se fosse minha filha”. Uma colega que trabalhava no mesmo estabelecimento não consegue se conformar com a tragédia e pede que seja feita justiça por sua amiga.

“Não tenho palavras para expressar o ódio que estou sentindo. Quem conhecia menina Vitórya sabe o quão doce e adorável ela era, estamos todos com o coração partido”, disse.

A cafeteria em que ela trabalhava no Plaza Shopping, em Niterói, anunciou que não abrirá as portas e prestou diversas homenagens. Em uma publicação, o estabelecimento deixou sua despedida a menina.

“Como se tira a vida de uma pessoa assim? Há quase 3 anos, Vic trabalhava conosco. Sempre sorridente, meiga, educada, estudiosa, atenciosa, inteligente, cativante… A equipe está despedaçada, desesperada, traumatizada com tanta crueldade. Ela era muito querida por todos: da ‘tia do banheiro’ ao cliente da cafeteria. Com certeza o céu estava precisando da sua doçura. Aqui seguiremos com um pedaço nosso faltando”, diz a mensagem.

A estudante fez o seu aniversário de 22 anos no último domingo, em 30 de maio. O homem que esfaqueou a menina era um antigo colega do curso técnico de enfermagem, segundo a polícia. A faca usada no crime por Matheus dos Santos, de 21 anos, foi comprada no shopping minutos antes do ataque. Ele nutria um amor não correspondido por Vitórya. O caso é tratado como feminicídio, ele foi identificado e preso em flagrante no local.

No último post de Vitórya, ela divulgou uma mensagem reflexiva. “Estamos vivendo ou só correndo?”, questionou a estudante na publicação. Na mensagem, ainda está escrito: “Áudios acelerados, leituras, dinâmica, interações curtas, vida acelerada, entregas, tempo curto, ufa, mais um dia se foi”. Até a manhã desta quinta-feira (3), a postagem contou com 820 curtidas, 80 compartilhamentos e 768 comentários, a maior parte prestando solidariedade à família.

O momento do ataque

Imagens da câmera de segurança mostram o momento em que Matheus teria se aproximado dela às 13h03, enquanto ela estava almoçando sozinha em uma mesa. Nos registros, é possível verificar ele se aproximando e parado por quase um minuto até ser percebido por ela enquanto deixava a mão direita dentro de uma bolsa preta.

Quando Victórya percebeu a presença dele, ela parou de comer e prestou atenção ao que ele dizia. Ela respondeu Matheus e em seguida ele se aproximou dela, mantendo a mão direita escondida.

Em um momento, a estudante parou de responder o rapaz e ficou olhando fixamente para frente enquanto ele gesticulava. Eles seguiram conversando e, um minuto depois, Vitórya começou a se levantar da mesa, foi quando recebeu de costas o primeiro golpe da faca que estava na bolsa de Matheus.

A estudante se virou e caiu em seguida, ele seguiu desferindo golpes. O registro da câmera mostra claramente que mais de três investidas foram feitas.

Depois do ataque, Matheus foi contido pelos seguranças do shopping até a chegada da polícia. Algumas pessoas tentaram socorrer Vitórya. Os bombeiros foram acionados às 13h12 e ela chegou a ser levada para o Hospital Estadual Azevedo Lima (Heal), onde já chegou morta, segundo informações da unidade de saúde. Matheus foi preso em flagrante e levado para a 76ªDP. Uma perícia foi realizada no local.

Na sequência, Matheus foi contido pelos seguranças do shopping, até a chegada da polícia
Algumas pessoas tentaram socorrer Vitórya. Os bombeiros foram acionados às 13h12 e a estudante foi levada para o Hospital Estadual Azevedo Lima (Heal), onde já chegou morta, segundo informações da unidade de saúde.

Até o momento não há informações sobre o local e o horário do enterro de Vitórya.

Via: O Dia
Próximo Post